50 Anos de James Bond

Nem só de Aston Martins vive James Bond…

Ao longo dos últimos 50 anos fomos brindados carros fantásticos que refletiam um pouco do estilo de cada fase de 007, desde a classe e elegância características de Sean Connery até os toques de violência de Daniel Craig, cada James Bond tinha um estilo distinto que era refletido nos carros utilizados em cena.

Recentemente o site alemão StyleCrave elegeu os sete melhores carros do  Agente Britânico, particularmente achei a seleção um pouco falha ao não colocar o Jaguar XKR de Die Another Day, nem o  Rolls-Royce Phantom lll 1937 de Goldfinger…

O que vocês acham?

BMW Z8 (1999)

Aston Martin DB5 (1964)

Toyota 2000GT (1967)

Lotus Esprit (1977)

Meu preferido !

Aston Martin DBS (2007)

Mustang Mach-1 (1971)

Alfa Romeo 159 (2008)

Pra quem não se contenta com apenas uma pequena amostra, em homenagem ao cinquentenário de James Bond o National Motor Museum, localizado em Beaulieu, Inglaterra, juntamente com a revista Empire e a EON Productions, que reúne todos os filmes do Bond já filmados, montaram uma exposição com cerca de 50 carros que marcaram esses 50 anos. A exposição é a maior reunião de automóveis usados por James Bond já vista! Está aberta para visitas desde o início do ano com previsão de término em dezembro.

Para quem quer ter o gostinho de relembrar algumas cenas protagonizadas por estas máquinas, segue um vídeo que reuniu todos os James Bond’s em uma única corrida !

Confiram!

Ah, e esse ano tem novo filme de James Bond, Operação Skyfall, já viram o trailler?

Beijos e até a próxima!

Anúncios

Segunda-Feira de Mulherzices – As Mais Ricas do Brasil

A Revista Forbes já divulgou a lista com as mulheres mais ricas do país, que tal avaliar o patrimônio delas?
 
1° -Dorothea Steinbruch e família – R$ 5,34 bilhões
Ela é herdeira da maior industria têxtil da América Latina,Grupo Vicunha, e é reconhecida internacionalmente apoiando grandes eventos de moda. O patrimônio dela e de sua família (3 filhos e 4 netos) está avaliado em 5,34 bilhões, incluído a participação em siderúrgicas e bancos, nada mal!
 
2° – Ana Lúcia de Mattos Barretto Villela – R$ 4,79 bilhões
Ela é, nada menos, que a maior acionista individual do Banco Itau-Unibanco (Itau S/A), em conjunto com seu irmão Alfredo, cada um com 7,2% dessa holding que esta avaliada em R$ 52 bilhões, assim sendo o maior banco privado do pais e um dos 15 maiores do mundo.
 
3° – Ana Maria Levy Villela Igel e família – R$ 3,80 bilhões
Viúva e herdeira do Grupo Ultra, que através de sua holdings controla a Ultragaz, BrasilGaz, Ultrapar e Oxiteno. Durante muito tempo Ana atuou como uma das diretoras executivas na administração da empresa, hoje é conselheira e tem dedicado os seus dias em participações em organizações sociais de apoio a crianças e idosos. Atualmente está com 69 anos.
 
4° – Dulce Pugliese de Godoy Bueno – R$ 3,79 bilhões
Aos 68 anos, é médica e sócia do Grupo Amil, a maior empresa de assistência médica privada do Brasil. Apesar de ter fundado a empresa junto com o Dr Edson de Godoy Bueno quando ainda era seu marido, eles se separam e continuam no comando da compania, ele como presidente, com patrimônio de R$ 4.10 bilhões e ela vice com 3.79 bilhões.
Imaginem que divertidas as reuniões de cúpula dessa empresa! Será que tem barraco? Ok, acho que não. Mas seria muito mais legal se tivesse, imaginem um “Casos de família” : TEM 4.10 BILHÕES MAS FICA MENDIGANDO A GASOLINA DO JATINHO. Problemas de gente rica…
 
5° – Maria de Lourdes Egydio Villela – R$ 3,13 bilhões
Milú, como é conhecida, tem 69 anos, é divorciada, tem um casal de filhos e um fortuna de herança que a tornou uma das mulheres mais ricas do Brasil junto com sua sobrinha Ana Lúcia (2° colocada). Ela tem 4.9% de participação no Grupo Itaú S/A que inclui o Banco Itaú, Itaútec (computadores), Duralex (Mat. construção) e Elekeiroz (química). É também a atual presidente do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Como será o amigo oculto de fim de ano nessa família?
 
6° – Lina Maria Aguiar – R$ 2,44 bilhões
Lina e Lia Maria Aguiar, ocupam a 6° e 7° posição consecutivamente, a história das duas irmãs se resumem na mesma. Elas são as duas das 3 filhas adotivas de Amador Aguiar, fundador do Bradesco, que não tiveram herança no testamento, mas brigam a anos na justiça por aproximadamente 1% do valor do banco que atualmente esta em R$105 bilhões.
 
7°- Lia Maria Aguiar – R$ 2,00 bilhões
As irmãs Lia e Lina, gêmeas de 74 anos, brigam na justiça até hoje pelos bens deixados pelo seu pai. Sócio fundador do Grupo Bradesco. Esses bens não incluem o Bradesco, pois em testamento de Amador Aguiar, a empresa seria controlada pela Fundação Bradesco. A briga é por um acordo feito a 30 anos atrás, que daria a elas mais de 1 bilhão. Os bilhões que tem atualmente, a principio seria de uma espécie de “doação” feito pelo pai em vida. Agora eu pergunto, quando elas pretendiam gastar esse bilhão adicional? Porque né? Já tão com 74 aninhos… 
 
8° – Maria Cláudia Amaro – R$ 1,63 bilhão
Maria e seu irmão, são presidentes do conselho de administração da TAM. Fruto de herança do finado comandante Rolim Amaro, os dois filhos administram a empresa fundada pelo pai. Nesse ano de 2012 deram salto grande na história da aviação, a TAM se uniu a LAN (Chile) e formaram a maior companhia area da america latina. 
 
9° – Luiza Helena Trajano e família – R$ 1,19 bilhão
Creio que essa Luiza todos conhecem, ela é CEO do Magazine Luiza. Ela começou sendo balconista em loja de presentes dos tios, se tornou gerente da loja, e expandiu para vários pontos da cidade, até chegar ao que é hoje, 600 lojas, 21 mil funcionários, tudo conquistado com suor. Atualmente ela é ministra da secretaria da Micro e Pequena Empresa do governo da Dilma. A única da lista que não “ganhou” sua fortuna pelo esforço de outros, trabalhou para merecer o que tem!
 
10° – Denise Goldfarb Terpins e família – R$ 1,05 bilhão
O pai de Denise, Bernardo Goldfarb, abriu o negócio que se chamou “Marisa Bolsas”, mal sabia ele, que 60 anos depois iria se tornar uma das maiores redes de lojas de departamento do Brasil, com 336 lojas Marisa espalhadas em território nacional. Toda composição da empresa está nas mãos da família. Denise possui 6.49% e atua como conselheira de administração da companhia.
 
Como estará esta lista em 10 anos? Será que haverão mais ‘Luizas’ que herdeiras? É o que a gente espera né?
 
Beijos seus lindos!
 

Sexta-feira Hipster – Entenda o que é Gangnam Style.

Leia o resto deste post

Segunda-Feira de Mulherzices – Do Cavalheirismo ao Sexismo Barato

Há alguns dias me deparei com a seguinte frase “Cavalheirismo é o nome que as mulheres dão à parte do machismo que lhes é conveniente”. (Via@arbustus)

Isso me fez pensar: onde termina o cavalheirismo e começa o feminismo condicional?

Voltando algumas décadas na história podemos nos lembrar da época em que as mulheres não trabalhavam porque não podiam, logo não tinham renda própria e quando possuíam algum patrimônio não detinham o controle do mesmo. Neste cenário, realmente as mulheres dependiam dos homens para sair de casa, pagar contas, comprar qualquer coisa que precisassem. Depois de décadas de lutas essa situação mudou muito, hoje podemos estudar, trabalhar, sermos donas dos nossos narizes e definir os rumos de nossas vidas.

Então o que justifica em pleno século XXI mulheres agirem como há 60, 50 anos?

É engraçado e contraditório pensar que uma mesma parcela da população feminina queira dominar o mercado de trabalho, alcançar a equiparação salarial, porém vem dar chilique na hora de bancar o próprio cinema. Querem ser independentes e morarem sozinhas, mas não aprendem a trocar uma torneira porque isso é “serviço de homem”.

Para estas mulheres cavalheirismo é dar presentes, pagar a conta do restaurante, teatro, cinema, gasolina, hotel, motel, salão, roupas, sapatos, bolsas e maquiagem. Pegar e deixar em casa, levar pra faculdade, visitar a mãe, pai, tia, amiga, prima, gato, cachorro e periquito para, ao final do dia, gritar a altos brados que “não depende de homem nenhum”. Certa vez uma conhecida disse que o homem tinha mais que pagar as coisas mesmo pra “valorizar a mulher”. Querida leitora, se você é dessas tenho duas notícias:

1 – Valorizar é diferente de dar preço.

2 –  O que você está fazendo não passa de prostituição indireta. Afinal o cara ta pagando pra ficar contigo.

Aí vem os homens que dizendo adorar mulher independente, achar ótimo e maravilhoso que elas tomem as rédeas das situações e etc… Acontece que quando encontram uma mulher que tenta agir na contramão disso tudo e se virar sozinha de verdade, alcançar a verdadeira independência, pagar pelo próprio cinema, não gostam. Se sentem “castrados”, privados de fazer “coisas de homem” tipo pagar a conta. Aí fica difícil, meus amigos !

É mulher demais querendo se manter na zona de conforto, é homem demais querendo manter a “masculinidade” e os poucos que agem de forma diferente acabam pagando o pato disso tudo, se sentindo inseguros e sem saber direito como se portar.

Bem vindos à era do sexismo condicional, em que ser machista ou feminista depende do dia da semana.

Beijos, seus lindos!

Os desenhos de um paciente que escutou progressivamente Djavan.

Certa feita, um artista plástico estrangeiro foi submetido progressivamente às audições das canções de Djavan. Assim era a sua arte, antes do experimento:

Leia o resto deste post

Eventos vintage: eu já vivia em um mundo de fantasia antes de ser mainstream.

Juninho tem 16 anos. Ele não lava o cabelo. Nunca comprou uma camisa. Com um pouco de sorte, ele troca de cueca uma vez por semana. Mas nem sempre o Juninho é assim. Em certos períodos específicos do ano, Juninho passa horas alisando e colorindo as madeixas no cabeleireiro da mãe. Ele domina os conhecimentos de tecidos com pesquisa apurada de preços. Ele desenha seus próprios modelitos. Ele compra maquiagem especializada. Ele gasta o dobro que a irmã com cosméticos. Juninho, senhoras e senhores, é um cosplay.

Juninho não está sozinho: existe uma legião de administradores, médicos, advogados, programadores, publicitários e profissionais liberais  que aderem a um saudável (apesar das controvérsias) escapismo nos fins de semana em eventos específicos de animes, quadrinhos e RPG. Para muitos, trata-se de uma festa a fantasia, mas quem já foi sabe que a questão vai muito além disso. Incorporar à perfeição um personagem de ficção é uma forma de arte cênica. Requer tempo, ensaios, exercícios (apesar de muitos não ligarem para as diferenças de peso entre eles e os personagens) e muito investimento para alcançar a perfeição. Pois hoje em nossa galeria nós vamos relembrar alguns dos percursores dessa controversa arte. Cosplayers de raiz oriundos dos primeiros eventos da Comicon, do Star Wars, do Star Trek e do D&D. Confira alguns dos Vintage coslayers:

Leia o resto deste post

We Will Be Back

Fazendo Falta

Olá lindos e lindas!

Ok, admitimos que ficamos devendo um post pela semana do rock… Mas vocês perdoam, certo?

O rock vem sofrendo baixas e nos deixando cada dia mais de coração partido, nossa perda mais recente foi essa semana quando Jon Lord, tecladista e co-fundador do Deep Purple, nos deixou aos 71 anos.

Pensando nisso, aqui fica uma singela homenagem a alguns dos que nos deixaram.

Quis deixar uma galeria pequena para que ela possa ser expandida com a ajuda dos leitores, e então, quem mais vocês querem ver nessa galeria?

 

 

Segunda-feira de Mulherzices: Maquiagem rápida

Olá galera leitora! Na boa, moças?

Quem nunca se descabelou ao olhar pro relógio e perceber que não teria tempo pra fazer a maquiagem? Quem, quem? E quem nunca sonhou com um jeito rápido e prático de se maquiar e ficar linda de viver?

Pois então minhas irmãs, fiquemos felizes! A empresa americana Color On lançou recentemente uma linha de maquiagem instantânea que promete resolver esse probleminha de falta de tempo e necessidade de se maquiar. Trata-se do seguinte: são kits de maquiagem adesiva, que contém as cores de sombra, efeito esfumaçado, delineador e que a moça deverá aplicar sobre as pálpebras ainda úmidas e deixar agir por alguns segundos ( como as tradicionais tatuagens de chicletes que já conhecemos). Depois disso, é só retirar o adesivo e a make está pronta.  Bom, né?

O site oferece uma paleta de cores desde as mais tradicionais(cinza, marrom, lilás) até efeitos de oncinha e camuflagem, para quem quiser causar muito impacto.

Cada adesivo, segundo o site, rende em média 10 aplicações. E o valor dos kits é de 20 dólares (40 reais aproximadamente).

Se o efeito for tão bom quanto aparece nas imagens, vale a pena desembolsar a grana e garantir uma saída  mais prática de maquiagem. Aqui no Brasil, quem vende a promessa de make rápida/bonita é o site CosmeticNet.

Espero que tenham gostado.

Abracinhos (com direito a piscadinha com olho bem maquiado) e até o próximo post.

Senhor dos Anéis Combina Com Mangá? Sim ou Claro?