Arquivo do autor:Senshi

Venha Participar da nova empreitada do Senshi, o Senshiradio!

Neste domingo gravaremos o PIOR (na opinião do Gustota) e mais lindo, maravilhoso, gostoso e cheirosinho de todos (na opinião da Rachel) programa de web-radio, o SENSHI RADIO! Venha participar conosco, mandando seu recado para o @coletivosenshi neste domingo, 22/04, das 13:00 às 16:00 que serão lidos no programa!

Sequiser ter seu e-mail lido no ar, mande para coletivosenshi@gmail.com.

Se quiser participar via Skype do programa, mande seu endereço de Skype para coletivosenshi@gmail.com e nós te convidaremos (esteja online)!

Quem te viu, quem te vê, Joseph Ratzinger!

 

 

O índio está triste com os indies!

Os indies comemora!

 

Um feliz dia do índio!

Sexta Feira Hipster – Tocando o Bordello com Eugene e sua gangue.

Quem anda pelas noites boêmias cariocas e paulistanas pode dar de cara acidentalmente (ou não) com este indivíduo:

Ostentando seu característico bigode, o cigano ucraniano que completará 40 anos neste ano adotou o multicultural Brasil como morada. Eugene Hütz, além de boêmio, também é conhecido por ter atuado em uma penca de filmes e ser o vocalista da banda de folk-punk Gogol Bordello.

O Bordel de Gogol.

Nikolai Gogol foi um dos grandes escritores da Rússia (apesar do mesmo ser ucraniano e crítico da Rússia). Seu estilo vagava entre um realismo quase existencial e um realismo fantástico (como no conto O Nariz, em que um nariz ganha vida própria). A identificação de Hütz com mais ucraniano dos escritores também vem junto de uma curiosidade: Gogol era celibatário e supostamente morreu virgem aos 43 anos. O nome da banda remete a virgindade e luxúria bem ao estilo Marilyn Manson.

Eugene mudou-se com a família da Ucrânia após o acidente do reator nuclear de Chernobyl.  Eles viajaram pela Polônia, Itália, Áustria e Hungria até chegarem aos Estados Unidos. Hütz começou carreira na banda de psychobilly The Fags:

Mas foi após o fim de sua banda predecessora e com a parceria do violinista russo Sergey Ryabtsev e do acordeonista Yuri Lemesehv, também russo, que teríamos as bases para o que seria o Gogol Bordello.

Em meados de 98 também se uniriam à banda o baterista Eliot Ferguson, o guitarrista Oren Kaplan e as dançarinas e performers Pam Racine e Elizabeth Sun:

                                                               Além de lindas, torcem pro melhor time do Brasil.

As performances do grupo chamam a atenção de gente grande no mundo musical, como o  baterista da soturna banda  Nick Cave and the Bad Seeds, Jim Sclavulos, que produz o primeiro álbum da banda, Voi-La Intruder, de 1999. O álbum traria o primeiro sucesso comercial da banda, Start wearing purple.

A inspiração para a música viria de uma vizinha de Eugene e sua namorada, uma velha e rabugenta senhora que se vestia de roxo da cabeça aos pés. Quando a namorada de Eugene começou a brigar com ele, ele teria sugerido que ela começasse a se vestir de roxo. Em 2002 eles lançam Multi Kontra Kulti v.s. Irony e em 2005 East Infection, mas é em 2007, com Super TarantaQue a banda ganha reconhecimento da crítica. Entre os grandes sucessos do álbum estão Wonderlust King:

e American Wedding:

Gogol tem forte influência do folk Russo tradicional com as bandas de punk da década de oitenta, tais como Dead Kennedys, Fugazi e Stiff Little Fingers, também dá pra sentir uma influência muito forte de outra banda com ideias muito parecidas com as de Gogol Bordello, mas que faz alusão à cultura sul-americana e centro-americana, a Mano Negra do famoso Manu Chao:

Que inclusive recebeu uma homenagem com um cover no álbum East Infection:

Sem dúvida as performances da banda são o que há de mais chamativo neles. Os músicos são performers natos e envolvem o público de forma apaixonante, descendo muitas vezes do palco e saindo das casas de show para tocar na rua:

A banda já foi objeto de documentário em 2008, a Gogol Bordello Non-Stop, de Margarita Jimeno:

E o próprio Eugene já se arriscou (com sucesso) como ator de cinema, interpretando um tradutor de russo picareta no filme Everything is Illuminated, baseado no best-seller de Jonathan Safran Froer:

E o Brasil é bom, Eugene?

O vocalista fanfarrão, apesar de nômade,  adotou o Brasil como segunda terra natal. Após um convite do Manu Chao para visitar o carnaval de Pernambuco (e conhecer o Mundo Livre S.A. juntamente com o movimento manguebeat).

Em dois anos (2010 e 2011) Eugene tem visitado o Brasil, seus acampamentos ciganos, rodas de samba, shows de forró e até os bailes funk. A música brasileira tocou profundamente Eugene:

Outro caso clássico do grande artista que admira nossa cultura a despeito do preconceito que o próprio brasileiro tem dela. Recentemente o Gogol fez um mega-show no Loolapalooza (com direito a Aí se eu te pego), e essa parceria do artista com o Brasil ainda irá gerar bons frutos para os dois lados:

Gustota foi amaldiçoado por uma cigana de Venda Nova a ouvir Gogol Bordello pelo resto da vida!

COMUNICADO!

COMUNICADO:

A Promoção Arzach de Moebius foi adiada devido ao baixo número de participantes. Iremos reformular a promoção e relançá-la em Maio. Para aqueles que participaram, pedimos as nossas sinceras desculpas. Iremos adicioná-los como participantes automaticamente no momento em que a nova promoção  for veiculada.

 

Coletivo Senshi.

Quem te viu quem te vê, Ken Watanabe.

 

Ave, Moebius!

Moebius faleceu neste sábado, dia  10 de maço, aos 73 anos. Não vamos tecer longas homenagens nem fazer discursos pomposos. Não vamos relembrar a vida e carreira e nem as conquistas (que não foram poucas) deste grande artista que foi Jean Henri Gasteau Girard, vulgo Moebius. Mas fica aqui a nossa homenagem para um dos grandes ídolos do Coletivo Senshi. A promoção do seu livro continua com força total e agora ganhou nova motivação.

http://coletivosenshi.com/2012/02/27/promocao-senshi-arzach-de-moebius/

E não deixe de ler a resenha de Arzach:

http://coletivosenshi.com/2012/02/25/as-leituras-de-sabado-a-noite-arzach-como-ler-um-classico-dos-quadrinhos-sem-nenhuma-palavra/

Tintin por Moebius.

Tetsuo por Moebius.

Superman por Moebius.

Ironman por Moebius.

Quem te viu, quem te vê, Walter Casagrande.

 

Logo a Carla Camurati, Casagrande!?

Entendeu o Doodle de hoje?

Hoje a Google homenageia o 220° aniversário do compositor Gioachino Rossini, chamado de “O Napoleão da Música”. Nascido num ano Bissexto ( 55 anos bissextos arás),  Rossini era também chamado de o “Mozart Italiano”, assim como o compositor de Viena, ele também foi um talento precoce na música (começou a compor aos 12) e possuía um imenso apelo popular. Sua ópera mais famosa é o Barbeiro de Sevilla, que já teve inúmeras versões, representações e montagens. Uma adaptação muito popular foi no desenho do Pernalonga:

Agora, o porquê dos sapos? Aparentemente existe uma associação entre o ano bissexto, o Leap Year (ano do salto) e o salto dos sapos em países de língua inglesa. O ano bissexto tem por tradição nesses países ser representado por sapos, e o dia 29 de fevereiro (dia do salto) é comemorado:

Então, se há algum motivo para comemorar esta data, o Coletivo Senshi deseja a vocês um excelente ano bissexto!

Promoção Senshi: Arzach de Moebius.

Olá meus amigos, tudo bem? o Coletivo Senshi agora quer presentear um de seus leitores com o sensacional álbum de arte Arzach, do Moebius. Lançado pela editora Nemo, levas as histórias de Arzach e uma história curta “O Desvio” que explica de maneira onírica como Moebius saiu dos quadrinhos ultra-realistas de faroeste para o mundo da fantasia.

O álbum de luxo possui 32×24 cm.

A promoção começa hoje (27 de fevereiro) e irá até o dia 23 de março.

 

Pra ajudá-los:

Fanpage do Senshi;

Perfil do Senshi no Twitter;

Matéria sobre o Arzach aqui do Coletivo.

No mais, obrigado pela audiência e boa sorte!