Segunda-Feira de Mulherzices – Perfeição, será?

Toda mulher “precisa” ser perfeita. Fato. Somos cobradas disso diariamente durante a vida toda.

Desde a infância existe muita cobrança quanto aos modos e comportamentos adequados para as meninas. Muitas vezes isso é visto de forma tão normal que passa despercebido. Meninos podem se sujar, correr e gritar, no máximo são chamados de mal-criados e levam uns puxões de orelha, outros dizem que é fase.  Meninas não podem ter fase. Meninas tem que se comportar. Ponto. Aí sempre vai ter uma pra dizer – Não, eu podia fazer tudo, eu brincava e não sei mais o quê.  Na boa. Mentira. Mulheres precisam ter jeito de moça, andar feito moça, sentar como moça, comer feito moça, ter postura de moça. Vamos lá garotas, quem nunca ouviu isso?

Então a gente cresce e vai pra escola. Meninos que sentam no fundão, brigam, gritam, matam aula. Outra vez, fase. Agora, uma menina na mesma situação é inaceitável. Meninas tem que ter notas boas, não podem matar aula, precisam chegar em casa cedo, limpas, penteadas, menina não suja, não se machuca correndo, são delicadas e comportadas, elogio na reunião dos professores, letra bonita e caderno caprichado.  Podem dizer que menina tem que ser assim mesmo, ta certo. Mas não é assim que começa o machismo? Definindo o limiar entre as coisas de menina e as coisas de menino?

Chegando à adolescência tudo piora e muito. Além de tudo o que já foi dito vem a maldita ditadura da beleza. Nós não somos ensinadas a gostar de nós do jeito que somos, não somos ensinadas que beleza é um conceito individual e subjetivo, não somos ensinadas que ser diferente é legal. Toda cultura tem seu padrão de beleza, independente de qual seja, as mulheres sofrem com ele. Aqui no ocidente temos o modelo alta-magra-cabelão. O Brasil em toda a sua mistura de jeitos, cores e formas, com suas mulheres para todos os gostos e ainda assim seguimos o modelo alta-magra-cabelão. Mas isso não é privilégio da cultura ocidental, certa vez vi um documentário sobre uma região africana em que a beleza feminina está ligada à gordura extrema. Gordura é associada à poder aquisitivo, família boa, menina magra não casa. As meninas são mantidas presas em suas camas para não gastarem energia, são engordadas feito gado. Tudo em nome dos padrões de beleza.

Voltando ao ocidente, alcançamos a vida adulta e com ela a cobrança aumenta exponencialmente. Somem tudo que há acima com o fato de que a mulher precisa ter sucesso  profissional, relacionamento estável, ser boa dona de casa, andar linda e na moda, cabelos sempre perfeitos e bom humor impecável. Sim, o bom humor é fundamental.

Um homem de mal humor está tendo um dia ruim e deve ter seus motivos. Uma mulher de mal humor será eternamente mal comida, megera, ta de tpm, insuportável, grossa. Não importa que este comportamento tenha sido somente um dia. Esse dia será lembrado.

Um homem com uma camisa meio amassada, barba por fazer ou uma cara de ressaca, será alvo de uma piadinha ou outra. Coisa que não chega à mesa do almoço da empresa. Uma mulher que deixa de fazer a unha no final de semana, aparece sem maquiagem ou encosta o salto por um dia, será vista como desleixada. Stressou e rodou a baiana uma vez? Barraqueira. Não importa se acontece somente uma vez. É aquela imagem que conta.

Tudo isso é fruto de sociedades que cobram cada vez mais das mulheres. E cobram tudo. O sentimento de frustração é recorrente, a vida social vai bem mas está preocupada com o trabalho, ela ganha bem mas ta precisando perder uns quilinhos, está linda e magra mas não tem namorado, está linda, magra, ganha bem e é casada mas ainda não teve filhos, enfim, sempre falta alguma coisa. A sociedade nunca está satisfeita e, consequentemente, nós também não conseguimos ficar.

Olha Amélia, no seu tempo ser mulher de verdade era bem mais fácil…

Anúncios

Sobre Kel Coelho

Sagitariana caótica segundo definição de terceiros. Pretende escrever sobre um pouco de tudo, muito sobre nada e algumas coisas intermediárias.

Publicado em 01/10/2012, em Mulherzices. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: