Banksy e King Robbo, a guerra do Graffiti.

O nome Banksy virou sinônimo de arte subversiva e questionamento da indústria cultural. Sua obra chamou a atenção do mundo, como o seu mural na Faixa de Gaza, aliando graffiti com questionamento político:

Seu documentário, Exit Trough the Gift Shop questiona toda a lógica da comercialização artística, misturando fatos reais com ficção ao criar a figura do Mr. Brainwash, e inclusive concorreu ao Oscar em 2011:

Outros fatos chamam a atenção para Banksy, porém. Um deles é a notável disputa que ele e King Robbo, um dos graffiteiros mais antigos de Londres travaram. King Robbo criou um dos graffitis mais antigos da cidade, no túnel de Camden em 1985, local cujo único acesso é através de barco:

Em 2006, a assinatura foi “estragada” por outros Graffiteiros:

Em 2009 Banksy entra na história  após receber críticas de Robbo no livro London Hands Styles e cria um stencil “desmanchando” a obra:

Robbo abandona aposentadoria e manda sua resposta para o Banksy poucas semanas depois:

Banksy segue a provocação de Robbo e continua com a disputa meses depois:

Alguns meses depois. Robbo simplesmente apaga o “fuc” e deixa como está:

Depois alguém apaga o graffiti passando tinta preta por cima. Não se sabe se foi a prefeitura ou outros graffiteiros:

Mais alguns meses depois e uma nova resposta de King Robbo:

Outra parede preta vem logo depois, dessa vez provavelmente por graffiteiros simpáticos a Banksy:

Em 2011, Banksy cria uma obra completamente nonsense na parede:

King Robbo pinta a parede de preto, pronto para uma retaliação. Porém, ele entra em coma antes de conseguir acabar a obra:

Sete meses depois, Banksy cria uma homenagem a Robbo reproduzindo o Graffiti original:

Logo em seguida, no final de 2011, partidários de Robbo passam a denegrir Banksy e sua homenagem:

Banksy responde com elegância e é rechaçado:

Artes de rua de Banksy são atacadas por graffiteiros  partidários de Robbo e a guerra continua:

Achei tão fascinante (quase cinematográfica) a disputa entre Robbo e Banksy. A pergunta é a mesma que envolve tudo com o nome de Banksy: o que é verdade, o que e mentira nessa história toda? Será que Banksy estava disputando com Robbo ou dando uma nova vida à carreira de Robbo? Será que Banksy perdeu de fato os valores de graffiteiro e está entrando no mundo da arte sem subversão? Teria ele, com toda essa brincadeira, dado armas aos seus críticos para destruírem suas obras sem aviso? Controverso ou não, Banksy é o único que consegue transformar o graffiti em um debate sobre arte no mundo.

Saiba mais spbre essa briga neste documentário:

Sobre Gustota

As mãos que escrevem aqui pertencem a Gustavo Silva, "escritor imortal" consagrado por um prêmio da cidade de Cachoeirinha (ES). Estuda ciências sociais na UFMG, já cursou jornalismo (inconcluído) na PUC-MG mas não deixa de exercer o ofício por pura paixão e porque não sabe fazer mais nada da vida (não que ele saiba fazer outra coisa bem.

Publicado em 29/02/2012, em Cinema & TV, Galeria de Arte, Gente em Movimento e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: